Implantodontia: Uma verdadeira evolução no tratamento odontológico

outubro 8, 2018

Com o passar dos anos, os avanços tecnológicos e científicos começaram a ingressar no universo da odontologia. Através de materiais e técnicas avançadas utilizadas nos procedimentos dentários, a busca por um novo sorriso passou a tornar-se uma verdadeira realização de sonho para muitas pessoas. A partir dessas evoluções benéficas, nasceu a Implantodontia

Reconhecida como uma especialidade indicada para devolver ao paciente a fonética, a função e estética dentária, através da Implantodontia surgiu uma excelente oportunidade para substituir os dentes perdidos, recuperar a autoestima, a autoconfiança e voltar a sorrir, além de promover um melhor funcionamento do sistema estomatognático, essa técnica também contribui na prevenção do envelhecimento precoce da face, visto que os dentes e as estruturas adjacentes auxiliam no suporte da musculatura peri-bucal. Vale destacar que esse procedimento é indicado para todas as idades, após crescimento ósseo estabelecido, inclusive em pacientes idosos.

A Implantodontia chegou para substituir os tratamentos convencionais. O implante trata-se de um parafuso de titânio que pode ser instalado no rebordo ósseo maxilar ou mandibular e após sua osseointegração, são confeccionadas as próteses sobre os implantes.   

Antes da realização da cirurgia, é imprescindível que o profissional solicite ao paciente a realização de exames de imagem, como radiografias e tomografias computadorizadas da região a ser tratada e também exames complementares para avaliar a condição sistêmica geral do paciente. Nesse tipo de intervenção, na maioria dos casos, o paciente recebe anestesia local e dependendo da qualidade e quantidade óssea, a área receptora poderá precisar de enxerto, antes ou durante a instalação do implante. No estágio do pós operatório o uso de bolsas de gelo e remédios receitados pelo cirurgião-dentista auxiliarão na sua recuperação. Também é indicada uma alimentação mais pastosa, líquida e fria para os primeiros dias após a cirurgia.  

Após a cirurgia, deve-se aguardar um período de 04 a 06 meses para a confecção do dente definitivo, embora em alguns casos, dependendo da estabilidade primária do implante, a Carga Imediata pode ser feita, fazendo com que o paciente saia do consultório com um dente provisório sobre o implante. 

Levando em consideração que o custo desse tratamento está tornando-se cada vez mais acessível, além de contar com materiais de alta qualidade para o processo, o implante dentário também é bastante similar aos dentes naturais. Dessa maneira, é capaz de devolver a alegria e o sorriso bonito ao beneficiado, promovendo um resultado estético realmente surpreendente, satisfatório e incrível na nova aparência dos dentes. Mas antes de tomar qualquer decisão em relação ao tratamento, o mais indicado é procurar um profissional especialista. 

Postado em Blog por ForDent | Tags: ,
outubro 4, 2018

É fato que os tratamentos odontológicos avançaram muito nas últimas décadas, diminuindo o sofrimento causado pelas doenças dentárias. Devido a esses avanços, muitas pessoas começaram a negligenciar sua saúde bucal, acreditando que os cuidados mais simples e cotidianos devem ser deixados de lado. Trata-se de um grande erro que pode custar caro à saúde do paciente.

Para ajudá-lo a entender a importância de incluir hábitos de saúde bucal à sua rotina, preparamos este artigo que explica porque atitudes simples fazem a diferença quando o assunto é a prevenção das doenças dentárias.

Trocar a escova de dente reduz a placa bacteriana

Dentistas recomendam que a escova de dente seja trocada a cada três meses. Isso é necessário porque ao apresentar desgaste, a escova perde sua capacidade de eliminar resíduos, contribuindo para o surgimento da placa bacteriana.

Por isso, mesmo que você escove seus dentes regularmente, a higiene da sua boca pode estar comprometida devido ao desgaste de sua escova. É importante salientar que a incidência de cáries está associada ao acúmulo de placa bacteriana.

Usar o fio dental é muito importante

O acúmulo de alimentos entre os dentes sempre causou mal-estar nas pessoas. Antigamente, esse problema era solucionado com o uso dos palitos de dentes. No entanto, esses objetos causavam grandes estragos na boca dos indivíduos, pois podiam quebrar os dentes, machucar as gengivas ou causar aftas na boca.

Atualmente, a maioria das pessoas deixou de usar os palitos de dente, substituindo-os pelo fio dental. Essa mudança é saudável porque o fio dental consegue retirar resíduos de alimentos de áreas inalcançáveis durante a escovação.

Dessa forma, reduz-se o mau hálito causado pela decomposição desses alimentos, pois eles deixam de sofrer com a ação bacteriana. Além disso, diminuem-se as chances de cáries e outras doenças dentárias.

Visitar regulamente o dentista é muito importante

Visitas ao consultório odontológico estão se tornando mais comuns, mas elas ainda são motivadas pela busca por tratamentos estéticos, como a implantação de próteses ou a realização de clareamentos, por exemplo.

Todavia, é importante se lembrar que incluir visitas regulares ao dentista faz parte dos cuidados básicos com a saúde, independentemente da idade do paciente.

Doenças graves, como a Leucemia, apresentam sintomas na boca do doente, como inchaços na região gengival. Já um paciente anêmico pode notar um aspecto liso em sua língua. A Sífilis, uma das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) mais comuns no Brasil, também pode ser diagnosticada devido aos danos que causa na boca do paciente  — ela causa uma ferida na boca que demora para cicatrizar.

Como vimos, a saúde bucal não está excluída do resto do corpo humano. Visitar um dentista deve ser entendido como um cuidado básico de prevenção para alcançar uma saúde plena.

Aplicação de Flúor deve ser feita a cada 6 meses

Outro cuidado importante é a aplicação de Flúor nos dentes a cada seis meses. Dessa forma, reduzem-se as chances do paciente desenvolver doenças dentárias como a cárie. A aplicação de Flúor também pode aliviar a sensibilidade nos dentes, porque ele fecha as terminações nervosas existentes na dentina que causam o desconforto.

Como vimos neste artigo, os cuidados básicos ainda são as melhores ferramentas no combate das doenças dentárias. Portanto, não deixe de incluir esses hábitos simples à sua rotina.

Se você gostou deste artigo, siga nosso blog nas redes sociais e receba os melhores artigos sobre saúde bucal na sua timeline! Estamos no Facebook, YouTube e Instagram.

Postado em Blog por ForDent | Tags:
setembro 28, 2018

A prótese sobre implante é um tratamento eficaz para reposição dentária, já que ela devolve o sorriso ao paciente e melhora a mastigação. Trata-se de uma alternativa moderna para atender às pessoas que perderam um ou mais dentes.

No entanto, apesar de não se tratar de um dente natural, a prótese também exige cuidados. Serão esses cuidados que garantirão sucesso ao tratamento, preservando a prótese e evitando doenças dentárias.
Se você quer entender o que deve ser feito após colocar uma prótese sobre implante é fácil. Basta ler este artigo até o final.

1. Atente-se à higienização da sua boca

Após colocar a prótese sobre implante, o paciente deverá ter hábitos de higiene bem disciplinados. A escovação e o uso de fio dental são imprescindíveis. Apesar de a prótese não correr o risco de desenvolver uma cárie, pode surgir doença periodontal quando não recebe a limpeza adequada.

A gengivite é um exemplo desse tipo de doença. Ela está associada com a ação de bactérias e a principal forma de prevenção é a higiene bucal. A incidência de doenças periodontais pode acarretar a perda de dentes saudáveis. Por isso, ao notar sangramentos na gengiva ou formação de placa, procure seu dentista.

2. Visite seu dentista periodicamente

Alguns pacientes acreditam que pessoas que usam prótese sobre implante não precisam ir ao dentista, pois não se trata de um dente natural. Isso está errado. Pacientes que passaram por esse tratamento devem cumprir à risca sua agenda de consultas, porque o cirurgião dentista precisará avaliar a condição periodontal em volta da sua prótese dentária.

Depois do pós-cirúrgico, pessoas que usam o implante devem continuar visitando os consultórios odontológicos regularmente. No mínimo, duas vezes ao ano. Dessa forma, o dentista verificará se está tudo bem com a prótese e com a mucosa da região — além de tratar problemas nos outros dentes, evitando males maiores.

Caso o paciente note algo anormal, como sangramentos, o dente do implante frouxo,  ele deverá procurar o dentista.. No entanto, nem todos os problemas podem ser notados pelo paciente. Alguns deles exigem exames radiográficos, como veremos no próximo tópico.

3. Faça os exames de Raio-X

É comum ver pacientes tão satisfeitos com sua prótese sobre implante que eles acham que não é necessário fazer os exames solicitados pelo dentista. As radiografias de controle são muito importantes, pois elas revelam aspectos relacionados à saúde do osso ao redor do implante.

Nenhuma dessas características pode ser avaliada a olho nu. Portanto, realize as radiografias pedidas pelo seu dentista porque esses exames são fundamentais na avaliação e tratamento de doenças perimplantares. Doenças perimplantares são infecções na região gengival.

Apesar de ser um procedimento seguro, colocar uma prótese requer cuidados antes e depois da realização do procedimento. Na maioria dos casos, o insucesso da prótese sobre implante é fruto do descaso do próprio paciente com sua saúde.

Portanto, siga as recomendações do seu dentista, não falte às consultas, providencie os exames que forem solicitados para aproveitar ao máximo sua prótese dentária.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre este tema, entre em contato com nossa equipe para que possamos ajudá-lo.

Postado em News por ForDent | Tags: , ,
agosto 23, 2018

Perder um dente é uma experiência extremamente desagradável, pois o paciente lidará com problemas estéticos, afetando sua autoestima, além de problemas de saúde, relacionados à mastigação. Por essas razões, muitas pessoas recorrem às próteses sobre implante dentário.

Esse tipo de tratamento se tornou muito popular nos últimos anos, substituindo as dentaduras. Contudo, é comum que pacientes ainda tenham algumas dúvidas relacionadas ao tratamento.

Por isso, no artigo de hoje explicaremos as diferenças entre alguns tipos de próteses dentárias sobre implante. Basta ler este texto até o final para entender tudo sobre o assunto!

Prótese Dentária Overdenture

Quando a pessoa perde todos os dentes, ela também apresenta um quadro de perda óssea na região. Devido a isso, a dentadura comum não tem como se fixar corretamente, movimentando-se e prejudicando a mastigação.

Nesse caso, é recomendado o uso de uma prótese Overdenture (sobre implante), também conhecida como prótese de encaixe. Nesse tratamento, é instalado de dois a quatro implantes no remanescente ósseo do paciente, similares a um parafuso.

Sobre esses implantes é fixada a prótese dentária. Ela se assemelha a uma dentadura comum, com a diferença de que ficará complemente fixada na boca da pessoa, através de sistemas de encaixe.

O paciente ainda poderá removê-la para limpá-la, prendendo-a à boca quando terminar a higienização.

Prótese Dentária fixa em porcelana

A perda de apenas um dente também causa desconforto ao paciente. Isso porque os dentes remanescentes começam a sofrer com a força da mastigação, uma vez que todo o processo mastigatório está em desordem.

Uma alternativa para reverter esse problema é a instalação de um implante dentário e de uma prótese fixa em porcelana, também conhecida como coroa em porcelana. Esse tratamento traz melhora à saúde bucal e a estética do sorriso, pois o resultado final é muito semelhante a um dente de verdade.

O dentista fará um molde do implante do paciente e enviará essas informações para um laboratório que fará a prótese sob medida. Por isso, o resultado é muito parecido com um dente natural.

Outra vantagem dessa opção de tratamento é a resistência da porcelana, que se assemelha ao esmalte dentário . Muitas pessoas acreditam que esse material é frágil, mas ele não priva o paciente do consumo de nenhum alimento, por exemplo. O mesmo cuidado que uma pessoa teria com um dente de verdade deverá ser dado à prótese sobre implante.

Existe uma variedade de técnicas nesse procedimento. Caberá ao dentista escolher a que melhor se adaptará às necessidades do paciente.

Como vimos neste artigo, a prótese dentária sobre implante é uma alternativa viável para resolver o problema de perda dos dentes. Normalmente, pessoas que vivenciam essa perda apresentam graves problemas de mastigação, além de redução em sua autoestima.

Se você quer voltar a ter um sorriso perfeito, converse com seu dentista sobre a possibilidade de ter uma prótese dentária sobre implante. Caso você tenha gostado desse artigo, compartilhe com seus amigos e ajude-os a entender mais sobre esse tema!

Postado em Blog por ForDent | Tags:
agosto 17, 2018

Você já deve ter reparado que o uso de aparelho dentário para corrigir o alinhamento dos dentes se tornou muito normal, não é verdade? Isso aconteceu devido ao aperfeiçoamento das técnicas utilizadas pelos dentistas.

Dessa forma, o desconforto ao usar os aparelhos ortodônticos diminuiu, fazendo com que mais e mais pessoas optassem por usá-los. Todavia, apesar do aumento da popularidade desse tratamento, muitas pessoas ainda têm dúvidas.

Por isso, resolvemos responder as perguntas mais comuns. Se você está curioso, basta ler este artigo até o final!

1. O tratamento com aparelho dentário é dolorido?

Antigamente, os pacientes odontológicos relatavam dores ao usar o aparelho dentário. Isso ocorria porque os materiais usados na época eram mais pesados e pouco flexíveis.

Atualmente, esse desconforto diminuiu consideravelmente, porque essas peças são produzidas com materiais mais leves. No entanto, é importante esclarecer que certo desconforto nas primeiras semanas de uso é normal, pois a boca ainda estará se acostumando com o objeto.

Algumas pessoas acreditam que o dentista irá “apertar” o aparelho para alinhar os dentes. Isso é um equívoco. O aparelho ortodôntico exercerá determinada força sobre os dentes, mas trata-se de algo leve e gradual.

2. Adultos podem usar aparelho?

Sim. Não há restrições de idade nesse tratamento. Alguns pacientes acham que o aparelho dentário só pode ser usado por adolescentes. Essa percepção é comum porque nessa faixa etária, após a troca de todos os dentes de leite, o jovem percebe problemas relacionados ao alinhamento de seus dentes, buscando o tratamento.

Contudo, adultos também podem corrigir o alinhamento. O ideal é conversar com o seu dentista para verificar a necessidade do uso de aparelho.

3. O uso de aparelho dentário é relacionado apenas à estética?

Não. É claro que ter um sorriso bonito é uma das razões mais populares para buscar o tratamento, mas existem outros benefícios, por exemplo: correção da mordida, redução do desgaste, melhora na mastigação, redução de acidentes (como morder a língua), diminuição de mau hálito relacionado a dentes de difícil acesso (quando a posição do dente impede o uso de escova e fio dental), entre outras melhoras.

4. O uso de aparelho pode provocar cáries?

Não. A aparição de cáries ocorre pelo acúmulo de placa e limpeza deficitária. Portanto, se o paciente fizer uma boa higienização, com escovação, uso de fio dental e enxaguante bucal ele não terá esse tipo de problema.

Além disso, é recomendada a realização de uma limpeza (profilaxia) a cada seis meses para retirar um possível acúmulo de placa bacteriana.

5. Pessoas com implantes podem usar aparelho?

Sim. Contudo, é importante esclarecer que apenas dentes sofrerão as ações do aparelho ortodôntico, pois os implantes não se movimentam. O ideal é conversar com o seu ortodontista para que ele possa avaliar o caso.

6. Existem vários modelos de aparelho dentário?

Sim. Cada um destinado a uma demanda ou tratamento específico. Porém, o paciente pode ficar tranquilo, pois todos os modelos disponíveis consideram as necessidades de estética, sendo desenvolvidos para serem confortáveis e discretos.

Como vimos neste artigo, o aparelho dentário é uma opção de tratamento popular e acessível a pacientes de todas as idades. Não há razões para você não procurar um dentista de sua confiança para iniciar o seu tratamento o mais rápido possível.

Se você ainda tem dúvidas, entre em contato conosco! Nossa equipe ficará satisfeita em atendê-lo!

Postado em Blog por ForDent | Tags:
agosto 2, 2018

Ter um sorriso branco é o desejo da maioria das pessoas. Não por acaso, muitos cremes dentais prometem clarear os dentes dos clientes de forma rápida e barata, mas será que eles trazem o mesmo resultado que um clareamento dentário?

Essa é apenas uma das muitas dúvidas que as pessoas têm com relação a um dos tratamentos estéticos mais populares do momento. Pensando nisso, este artigo responderá cada uma dessas perguntas, com o objetivo de ajudá-lo a entender as características do clareamento dental.

Ficou curioso? Então, leia este artigo até o final!

1. Os tratamentos vendidos nas farmácias podem clarear os dentes?

É comum encontrar cremes dentais, enxaguantes bucais e fitas que prometem clarear os dentes. No entanto, é importante esclarecer que os cremes dentais clareadores, assim como os enxaguantes, são recomendados para manter os dentes claros, após o clareamento dentário.

Por sua vez, as fitas clareadoras não conseguem trazer resultados satisfatórios, porque possuem uma baixa quantidade do gel clareador. Portanto, usar essas opções não trará o mesmo resultado que fazer o clareamento dentário em uma clínica odontológica.

2. Qual a durabilidade dos clareamento dentários?

Normalmente dois anos. Portanto, trata-se de um bom investimento, pois a durabilidade é alta. Caso o paciente seja cuidadoso com a sua alimentação, evitando alimentos com corantes, o clareamento pode permanecer por mais tempo.

Por isso, o ideal é diminuir o consumo de produtos como café, chá-preto, refrigerantes, vinhos e doces, por exemplo. Aliás, essa dica também vale para aqueles que ainda não fizeram o clareamento dentário.

3. Quais são os tipos de clareamento disponíveis?

O clareamento pode ser feito por meio do uso de um molde ou feito a laser. No primeiro caso, o dentista fará um molde da boca do paciente, criando um modelo no qual será inserido o gel clareador.

O paciente usará a moldeira por cerca de uma hora por dia, até que os dentes atinjam a cor desejada. O dentista supervisionará os resultados, mas a aplicação do gel será feita pelo paciente, no horário em que achar melhor.

O clareamento dental a laser é concluído com apenas duas sessões de 40 minutos. Essa opção é mais rápida, porém requer um investimento financeiro maior.

4. O tratamento traz algum risco à saúde?

A resposta é não. Todavia, é importante registrar que o clareamento dentário não é recomendado para gestantes, pois existe um risco mínimo do produto utilizado entrar na corrente sanguínea, afetando o feto. Mesmo assim, não se trata de uma proibição, mas de uma recomendação. Caberá ao dentista e ao obstetra a conclusão sobre o tratamento da paciente.

Além disso, é importante realizar outros tipos de tratamentos, como restaurações ou limpezas, antes do clareamento, pois isso contribui para a saúde bucal do paciente.

Algumas pessoas relatam aumento na sensibilidade dos dentes durante o clareamento dental. Esse problema pode ser contornado com a aplicação de flúor. Portanto, informe ao seu dentista se isso ocorrer.

5. O clareamento dentário usa carvão ativado?

Não. É muito importante esclarecer que o carvão ativado causa sérios danos ao dente, corroendo-o e trazendo estragos irreversíveis ao sorriso. Em uma busca rápida pela internet, é possível verificar que muitas blogueiras recomendam o carvão ativado em “receitas caseiras de clareamento”.

Esse tipo de atitude contribui para a desinformação, afinal de contas, nenhuma dessas influenciadoras digitais possui conhecimento acadêmico em Odontologia. Portanto, evite receitas caseiras e procure sempre a orientação de um dentista.  

Como vimos neste artigo, o clareamento dentário é um tratamento estético acessível e seguro, desde de que feito por um profissional. Além disso, seus resultados são duradouros e garantem a satisfação do paciente por anos.

Se você gostou deste artigo e quer mais dicas para sua saúde bucal, não deixe de curtir nossa página no Facebook!

julho 27, 2018

Você já deve ter conhecido alguém que usa ou usou dentaduras, não é mesmo? Isso é natural, pois o Brasil tem cerca de 16 milhões de pessoas que perderam todos os dentes. Contudo, é importante esclarecer que as antigas próteses dentárias (dentaduras) estão completamente ultrapassadas graças à popularização do implante dentário.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre as diferenças entre os dois tratamentos, não se preocupe. Leia este artigo até o fim e descubra porque o implante dentário é a opção correta para quem quer ter de volta um belo sorriso!

O Implante dentário preserva os dentes saudáveis

O implante dentário substitui o dente avariado, mas isso não significa que os outros dentes sofrerão algum dano para que o tratamento aconteça — ao contrário da dentadura que exige que outros dentes sejam arrancados.

Isso faz com que o tratamento seja mais rápido e agradável, pois diminui a quantidade de procedimentos que precisam ser realizados. Os dentes vizinhos ao implante não terão desgaste com broca e permanecerão como estruturas independentes.

O implante dentário melhora a mastigação

As dentaduras possuem problemas de fixação. Isso faz com que as pessoas tenham dificuldades de mastigar os alimentos, optando por evitarem o consumo de determinados produtos, ainda que gostem muito deles.

Além disso, não conseguir mastigar direito a comida contribui para o surgimento de problemas gástricos, além de aumentar o risco de engasgamento.

Por sua vez, um implante dentário é fixado por meio de um pequeno parafuso de titânio que substitui a raiz do dente. Por isso, ele possui excelente fixação e possibilita uma mastigação adequada.

O Implante dentário evita constrangimentos

Quem nunca viu uma pessoa ficar constrangida devido ao movimento da dentadura na boca? O pior é que essas situações podem ocorrer a qualquer momento, inclusive em eventos sociais, como festas.

Além disso, a dentadura é uma peça de difícil higienização, portanto, seu usuário pode apresentar problemas com mau hálito devido a essa característica do objeto.

No entanto, o implante dentário não apresenta nenhum desses problemas, pois possui excelente fixação e sua higienização é feita como a de um dente natural, utilizando uma escova de dentes e fio dental.

O implante dentário paralisa o processo de atrofia óssea

Nosso corpo apresenta uma capacidade de adaptação às mais diversas situações. Por isso, quando uma região está desdentada a produção óssea reduz, pois é absorvida pelo organismo.

Isso faz com que o paciente experimente sintomas desagradáveis, como: deslocamento de outros dentes, dores de cabeça e dores na região do pescoço.

Ao realizar um implante dentário, o corpo começa uma regeneração óssea e com o passar do tempo essa atrofia é corrigida naturalmente.

Como vimos neste artigo, as dentaduras estão completamente obsoletas e devem ser substituídas por um implante dentário. Se você utiliza uma dentadura, não se preocupe, pois poderá fazer os implantes sem nenhum problema. Os implantes são recomendados para todos os casos em que um dente precisa ser substituído, seja por estética ou por dano permanente no dente.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre o tratamento com implante dentário, entre em contato conosco. Nossa equipe ficará contente em responder suas perguntas!

Postado em Blog por ForDent | Tags: ,
julho 19, 2018

Uma reportagem do programa Bem Estar (Rede Globo) confirmou aquilo que muitas pessoas já imaginavam: um sorriso perfeito contribui para a socialização e sentimento de realização pessoal, pois influencia na autoestima.

Contudo, essa informação pode desanimar algumas pessoas. Isso devido à crença de que cuidar da saúde bucal é algo muito caro ou trabalhoso. Se você também pensa assim, saiba que está enganado.

Existem cuidados simples que você pode ter para conquistar um sorriso bonito. Além disso, os profissionais odontológicos desenvolveram técnicas surpreendentes para ajudar as pessoas a resolverem seus problemas estéticos. Quer saber mais? Então, leia este artigo até o final!

Sorriso perfeito: use lentes de contato

Essa técnica para ter um sorriso perfeito ficou famosa graças às celebridades e jogadores de futebol. Personalidades como o craque Neymar Jr. e Ronaldinho Gaúcho são apenas alguns exemplos de famosos que aderiram a esse tratamento estético.

As lentes de contato odontológicas são facetas colocadas sobre os dentes de verdade. O procedimento é simples e rápido. Em média, o paciente terá um sorriso novo em apenas duas sessões. Além disso, a implantação dessas lentes é totalmente indolor.

Obviamente, o paciente deverá estar com a saúde bucal em perfeito estado. Caso haja algum problema de saúde, como uma cárie ou a necessidade de uma cirurgia, o interessado deverá solucionar essas questões antes de fazer qualquer procedimento estético.

Dê uma chance aos aparelhos

Quando olhamos um grupo de adolescentes, percebemos que a maioria usa aparelhos ortodônticos. Isso porque a busca por um sorriso perfeito começa cada vez mais cedo. Todavia, isso não significa que existe uma idade certa ou errada para usar esse recurso e corrigir o alinhamento dos dentes.

A tecnologia usada nesses aparelhos evoluiu muito nos últimos anos. Atualmente, existem modelos de aparelhos transparentes. Ideais para aquelas pessoas que não querem chamar atenção para o seu tratamento.

Além disso, a qualidade dos materiais utilizados e a técnica dos profissionais também foi aperfeiçoada. Se antigamente os pacientes reclamavam de desconforto na hora de falar ou comer, hoje em dia essas queixas são quase inexistentes.

Cuide de sua alimentação

Quando se fala em cuidados alimentares, é comum imaginar os efeitos nutricionais de uma dieta sobre o corpo. Nesse caso, corta-se a gordura para evitar problemas de colesterol, come-se mais verduras para poder ter um corpo mais fortes etc.

No entanto, a alimentação começa na boca e os alimentos podem contribuir para que um sorriso perfeito exista. Por isso, tome cuidado com a ingestão de doces, pois eles estão associados ao aumento de cáries.

Café e chás também contribuem para que os dentes tenham um aspecto amarelado. Além disso, cuidado ao mastigar alimentos muito duros, pois eles podem quebrar o seu dente, exigindo um procedimento cirúrgico.

Como vimos neste artigo, é possível ter um sorriso perfeito. Os profissionais odontológicos trabalham incansavelmente para desenvolverem soluções que ajudem as pessoas a terem mais qualidade de vida e autoestima.

Se você gostou deste texto ­e quer mais dicas para ter um sorriso perfeito, curta nossa página no Facebook!

julho 12, 2018

Todo seu tratamento feito em apenas um dia.

Agende uma consulta para maiores informações.

 

Agendar Consulta
Postado em News por ForDent
1 abril 25, 2018

Confira a galeria de fotos da nossa nova unidade:

 

Postado em News por ForDent